Nazareth Lift the Lid

Nazaré levanta a tampa

Aqui estou, sentado na minha varanda
Pensar que minha vida tem que ser irrepreensível
Esqueci alguns amigos perto de mim
Os reais que não me usam
E minha mulher me ama agora
Como se ela me amasse então
Aqui estou, minhas defesas caíram
Ela vai se lembrar de mim quando eu não estiver por perto
Ela ainda sonhará comigo
Ou ela encontrará uma nova vida
Será que eu vou me acostumar a ficar sozinha à noite

Nunca vou saber, mas me faria algum bem se eu soubesse?
A vida é uma bebida estranha, talvez não devêssemos levantar a tampa
Levante a tampa

Nunca vou saber, mas me faria algum bem se eu soubesse?
A vida é uma bebida estranha, talvez não devêssemos levantar a tampa
Levante a tampa

Nazareth levanta a tampa postagens relacionadas

Adicionar às minhas listas de reprodução

Ainda não tem conta? Inscreva-se

Cindy Mart
Autor: Cindy Mart